­

Homicídio em Alagoa Nova(PB)

Redação Alagoa Nova Já | 20.10.18 | 0 comentários

 A manhã deste Sábado(20/10) teve sua rotina quebrada com a notícia de mais um assassinato na cidade de Alagoa Nova(PB). Trata-se desta vez da morte de Marcelo do Amaral, de 19 anos, que ocorreu por volta das 9h:30min, no Bairro do Cruzeiro.

Segundo informações extra-oficiais, Marcelo estava na residencia dos pais, na Rua José Robson Cardoso(Por trás do complexo de oficinas mecânicas) , no Bairro do Cruzeiro, em Alagoa Nova. A vítima foi chamada por alguém, e foi atender a porta, ao sair de dentro de casa, uma pessoa ainda não identificada, atirou três vezes, os disparos acertaram a cabeça de Marcelo. A pessoa que atirou se evadiu do local e não se sabe que destino tomou. 

Familiares e vizinhos de Marcelo do Amaral, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e a Polícia Militar. O SAMU prestou os primeiros socorros, a equipe removeu a vítima para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, porém, Marcelo do Amaral já chegou sem vida a unidade médica.

A Polícia Militar pegou as primeiras informações, e o caso agora passa a ser investigado pela 12ª Delegacia de Polícia Civil da Paraíba(Em sendo final de semana, o plantão é centralizado e passa a ser investigado por Esperança).

O Agente da Polícia Civil, Cabral, disse que "Marcelo do Amaral, recentemente saiu da cadeia local, onde estava preso por cometer roubos e furtos, ele teria envolvimento com uma das quadrilhas criminosas de Alagoa Nova, que tem aterrorizado a cidade e a região". 

Marcelo do Amaral, era filho de um casal de recicladores da cidade, que infelizmente presenciaram o crime. 

Neste mês de Outubro, Alagoa Nova já registra o segundo homicídio. A população do Município anda bastante assustada com a constante onda de furtos, assaltos, latrocínios e pede providências. Inclusive a cidade montou o Conselho de Segurança, para buscar agilizar os serviços de seguranças. A 2ª Cia de Polícia Militar fica na cidade, mas igual qualquer Município da Paraíba, trabalha com efetivo insatisfatório. E a Delegacia de Polícia da cidade está abarrotada de casos na linha de investigação.


Silvanna Ramos



Editorias: , , , ,

0 comentários