­

Comerciante sofre tentativa de homicídio em Alagoa Nova/PB

Redação Alagoa Nova Já | 20.4.16 | 0 comentários

Em Alagoa Nova/PB, município do Brejo paraibano, no final da tarde de ontem(19/04), por volta das 17h, na Rua Patrício Freire, o comerciante Severino Benedito Alves, sofreu uma tentativa de homicídio dentro de seu estabelecimento comercial que fica no mesmo endereço de sua residência no piso térreo.  

Segundo relatos de pessoas que estavam presentes, o comerciante Severino Benedito atendeu um cliente de nome Adriano, mas popularmente conhecido como "Coveiro", e a ele vendeu um cigarro, em seguida "Coveiro" foi até a praça que fica em frente ao comércio e de lá gritou que o comerciante fosse levar uma caixa de fósforos para que ele acendesse o cigarro, o comerciante não atendeu aos gritos. Muito insatisfeito "Coveiro" veio tomar satisfação, começando ali uma discussão, no momento que o comerciante se distraiu, "Coveiro" o atingiu com uma garrafa na cabeça, derrubando sobre o comerciante que estava no chão varias grades de garrafas de vidro.

A filha do comerciante, que estava em casa, escutou o barulho e foi ver o que estava acontecendo, deparando-se com o meu pai ensanguentado. Pediu socorro e um amigo da família que passava de carro, levou o comerciante ao Hospital Municipal Sofia de Castro, onde recebeu os primeiros socorros. Curiosamente o comerciante, ao que parece teve um lapso de memória e tentou levantar da maca e sofreu um pequeno acidente caindo da mesma. O comerciante Severino Benedito foi transferido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, e até as 21h, já havia sofrido pelo menos três desmaios. O estado de saúde dele foi considerado estável.


A Polícia Militar e Civil entraram em perseguição do acusado que fugiu a pé, mas não o seguiram prender. 

Essa já é pelo menos a terceira tentativa de homicídio cometido contra cidadãos de Alagoa Nova, praticada por Adriano"Coveiro". A primeira foi contra a vida de um agricultor conhecido por Nel, morador da Rua Odilon Lima, que foi esfaqueado por várias vezes, o fato ocorreu há cerca de um ano. A segunda foi contra o pedreiro Genildo Pereira, morador da Avenida São Sebastião e ocorreu na Sexta-feira Santa, no dia 25 de Março deste ano, na ocasião ele usou uma faca peixeira e esfaqueou o pedreiro em uma barzinho, na Rua Joaquim José do Vale. E desta vez atentou seguindo a linha de motivo fútil contra a vida do comerciante Severino Pereira. A população está revoltada e pede justiça. 



Silvanna Ramos

Editorias: , , , , ,

0 comentários