­

Manoel Ludgério revela mágoas e sinaliza rompimento do prefeito Romero Rodrigues com o grupo de Cássio

Redação Alagoa Nova Já | 22.7.15 | 0 comentários

O deputado estadual mais votado desta legislatura, Manoel Ludgério (PSD), utilizou uma rede de mensagens para tornar pública toda sua insatisfação com seu grupo político, mas precisamente com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

“Lealdade política sem reciprocidade, é página virada em minha vida”. Esta foi a mensagem do deputado revelando suas mágoas com os tucanos. Ludgério teria revelando também que vem acumulando decepções com o grupo a que pertence.

O deputado foi secretário do governo Ricardo, mas abandonou o cargo para acompanhar Cássio Cunha Lima.

Em entrevista a Rádio Caturité AM, que o prefeito Romero Rodrigues, tem dado mostras de que vai mesmo trocar o PSDB pelo PSD do deputado Rômulo Gouveia.

- Ele disse a mim que sinaliza com essa vontade – afirmou o deputado em entrevista à Rádio Caturité AM.

Manoel Ludgério lembrou que o prefeito tomará essa decisão conversando e acordando com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

- Estou na expectativa positiva de ter a confirmação dessa ilustre filiação aos quadros do nosso partido – disse o deputado ressaltando sua história política ao lado do prefeito campinense.

O deputado acredita que a cidade de Campina Grande vai ganhar muito como ingresso de Romero no PSD, pois ele ter a possiblidade estreitar os laços com o Governo Federal.

Rômulo - Recentemente, também em entrevista na Rádio Caturité AM, deputado federal eleito e presidente do partido, Rômulo Gouveia  confirmou que o prefeito Romero Rodrigues esteve por várias vezes reunido junto ao presidente do PSD e recebeu vários convites para participar do partido desde sua fundação.

Ele afirmou que seria muita honra dividir espaço com o tucano no partido e explicou que a decisão vai ser construída sem que haja constrangimento.

– Seria uma honra muito grande poder ter Romero. Ele participou e ajudou no processo de fundação do PSD. Em termos concretos, não existe nada a não ser o convite para que ele pudesse participar, mas é uma coisa que vai se construir com muita unidade, sem que haja constrangimento. Se for da vontade de Romero de ingressar no partido, a decisão só cabe ao prefeito – disse o presidente do PSD paraibano.

Marcos Wéric/Severino Lopes

Editorias:

0 comentários