­

AGRICULTOR QUE MATOU IRMÃO COM GOLPES DE FACÃO JÁ HAVIA COMETIDO UM HOMICÍDIO E DUAS TENTATIVAS

Redação Alagoa Nova Já | 28.4.15 | 0 comentários

Delmício Alves Leal, de 67 anos, acusado de matar o próprio irmão Sandoval Alves Leal, de 73, com golpes de facão, já havia cometido um homicídio e duas tentativas.

A revelação foi feita por um sobrinho dos envolvidos, na Patrulha da Cidade/TV Borborema desta segunda-feira (27/04).

Na ocasião ele afirmou que os tios não ingeriram bebida alcoólica e não houve briga entre Sandoval e Delmício.

“Meu tio Sandoval sofria de Mal de Parkinson e tomava medicamentos controlados. Certamente Delmício aproveitou o momento em a vítima estava sonolenta e aplicou os golpes”.

O crime aconteceu na noite de sábado (25) no sítio Manguape, em São Sebastião e Lagoa de Roça, e no dia seguinte, no Trauma, Sandoval morreu.


OS GOLPES DE FACÃO

“Os golpes facão foram muito profundos. Um golpe quase decepa a mão do meu tio que ficou presa ao pulso por causa do couro. Na outra mão havia duas fraturas em virtude da violência dos golpes. Outro golpe quase abre a cabeça. Havia ainda muitas perfurações de faca pelo corpo”.

A PRISÃO DO ACUSADO

O acusado foi preso na casa de um vizinho e não esboçou reação.

Perguntado se ele estava arrependido, Delmício respondeu: “A gente tem que se arrepender antes. Depois do feito, não adianta”.

Os motivos do crime são desconhecidos, mas o acusado era problemático e de difícil relacionamento.

Ele morava na mesma casa com a vítima.

Renato Diniz

Editorias:

0 comentários