­

Rebelião no Lar do Garoto com Reféns, quebradeiras e Fuga

Redação Alagoa Nova Já | 4.12.14 | 0 comentários

O barril de pólvora que é esse “Lar do Garoto” sempre esteve com o estopim curto e só esperando alguém tocar fogo.
Nesta quinta-feira (04/12) botaram fogo e ele explodiu!
De acordo com a repórter Cláudia Gomes/TV Borborema, a rebelião começou no horário do almoço, por volta das 11h00.
50 adolescentes que estavam em uma ala do abrigo provisório do Lar do Garoto, em Lagoa Seca, iniciaram o tumulto.
O capitão Yassack Midori participou das negociações.
A equipe da TV Borborema/SBT/Canal 9 chegou ao local juntamente com a Polícia Militar e acompanhou com exclusividade o inicio da rebelião (Assista no Borborema Notícias às 18h15 com imagens de Gustavo Leite).
Os menores atearam fogo nos colchões.
Do lado de fora se ouviam tiros e gritos.
Três pessoas foram feitas reféns: um monitor do Lar do Garoto e dois funcionários de uma empresa terceirizada que trabalhavam em uma reforma no local.
Eles foram amarrados a colchões e os menores ameaçavam atear fogo.
O Samu foi chamado para socorrer as pessoas que estavam machucadas e o Corpo de Bombeiros para controlar as chamas. 
Minutos depois parentes dos adolescentes começaram a chegar em busca de informações.
Os familiares reclamaram das estruturas do abrigo.
Dois infratores fugiram, mas polícia fez rondas nas proximidades e recapturou um dos  adolescentes que conseguiram pular o muro.
A polícia conseguiu "apurar" que os rebelados reclamaram da alimentação, mas o objetivo mesmo teria sido provocar o tumulto para que houvesse uma fuga em massa.
Pelo menos 12 menores já estavam próximo ao muro esperando o "momento certo" para fugir.
O Lar do Garoto tem 89 internos cumprindo medidas socioeducativas.
(Com informações de Claudia Gomes/TV Borborema)

Editorias:

0 comentários