­

Comoção e tristeza no último adeus ao jornalista Joseilton Belarmino

Redação Alagoa Nova Já | 7.6.14 | 0 comentários

Uma multidão participou na manhã deste Sábado (07) do sepultamento do jornalista Joseilton Belarmino. O sepultamento foi realizado às 11h, no cemitério local, ele tinha 36 anos e faleceu na manhã dessa sexta-feira(06), as 12h:30min no Hospital da Universitário Alcídes Carneiro de Campina Grande. Onde estava internado desde segunda-feira(02) lutando contra um quadro de Pneumonia Aguda. Durante os dias que se seguiram não respondeu aos tratamentos médicos, ficando estável até o momento de seu falecimento.

O corpo do jornalista Joseilton Belarmino foi velado durante a noite na residência da família, no Sítio Riachão de Cima (Quebra Pé), município de Alagoa Nova, pela manhã foi levado a Câmara Municipal de Esperança, onde sob muita comoção e lágrimas familiares, amigos, colegas de trabalho, autoridades e ouvintes prestaram as últimas homenagens Uma enorme fila se formou para que todos pudessem se despedir de Joseilton. Em cada fala foram ditas palavras a exemplo de amigo verdadeiro foram as mais lembradas, assim como a maneira cativante e simples e a forma carismática com ele tratava a todos no seio familiar, no trabalho e no convício social. 

Visivelmente abalados os Agentes Comunitários de Saúde, colegas de trabalho de Joseilton em Alagoa Nova, destacaram a postura dele como colega: “Joseilton foi além de um colega de trabalho, era um amigo de verdade, amigo nosso e das famílias que assistia, foi um excelente exemplo para todos nós, um bravo lutador pelos direitos de nossa classe e cumpridor de seus deveres. Acima de tudo, um homem humilde e de bem,  uma pessoa simples, que nunca se abatia e estava sempre disposta a nos impulsionar com palavras de fé e otimismo, fica um vazio muito grande, uma perda irreparável”,disse uma das ACS.

A apresentadora do Jornal A Cidade da Rádio Ban FM Isabele Raquel bastante emocionada historicizou seu convívio pessoal e profissional com Joseilton e juntamente com os demais colegas das Rádios Ban FM 87.9 e Cidade AM 1310 lamentou a morte inesperada e prematura, “é uma perda muito grande para todos, hoje Esperança e região ouve o nosso lamento, a voz do meio dia que se cala e dentro de nosso há peito um grito de dor e tristeza. Muito embora saibamos que ele agora descansa ao lado de Deus, nossas orações não foram em vão, a alma dele está mais leve, como leve um dia será a nossa saudade, porque uma pessoa só morre quando não existe mais dentro de nós e  Joseilton Belarmino sempre existirá, pois é um amigo para sempre”, pontuou ela em lágrimas.
A Presidente da Câmara Municipal Cristiana Almeida foi umas pessoas que enfatizou a vontade de sempre lembrar a memória de Joseilton, disse “não há palavras para definir tamanha lacuna que a família, os amigos, colegas e ouvintes terão, porém Deus na sua grandeza vai nos confortar, porque um rapaz honesto, batalhador merece ter um lugar reservado no céu e outro em nossos corações. A recompensa virá em forma de acolhimento divino porque em vida ele foi um bom filho, um bom irmão, um bom amigo”, disse emocionada. 

Para a radialista Silvanna Ramos, “Joseilton era de um jeito simples, cativante, trabalhador, vindo de uma família humilde da zona rural, que acreditava nas pessoas, que nunca teve um só dia sem um sorriso estampado no rosto, sempre trazia consigo otimismo, uma palavra de fé e esperança. Era um amigo de verdade, daqueles que dizíamos coisas simples ou que nada dizíamos porque nos entendíamos com um olhar e isso nos bastava para dizer que éramos de fato verdadeiros amigos. Batíamos a poeira um do outro e comemorávamos as vitórias das lutas. O riso solto, a palavra franca, o coração receptivo, o abraço de carinho, nunca serão esquecidos por mim. Ele agora não sente frio nem dor, mas nós sentiremos muitas saudades, o que não permitirá que nunca o esqueçamos”, falou ela, muito abatida.

A Direção das Emissoras Ban FM e Cidade AM representadas pelo Dr. Armando Abílio, prestou homenagens nas duas emissoras e lamentou a morte prematura de Joseilton Belarmino “o que dizer diante de um fato que surge feito um furação em nossas vidas? Vou me juntar aos milhares de corações partidos, porque não tenho como expressar a minha dor, pois tínhamos aqui nas emissoras uma excelente relação profissional, assim como no campo pessoal. Perdemos todos, a voz se cala e a saudade chega pra ficar, sua memória sempre será lembrada por todos, a família perde seu ente mais querido, os amigos perdem o mais verdadeiro dos amigos, os colegas de trabalho, as emissoras e os ouvintes perdem um profissional exemplar e dedicado. Lamento profundamente essa perda e peço a Deus conforto. Um rapaz de tantas qualidades com um talento nato para a comunicação, se vai de forma rápida ao ser acometido de uma doença traiçoeira. Só Deus para confortar a família e a todos nós. Em uma justa homenagem  em consenso geral dos comunicadores da Ban FM o estúdio a partir de hoje passa a se chamar de “Estúdio Jornalista Joseilton Belarmino””, pontou Dr. Armando.

Joseilton Belarmino deixa órfãos sua mãe dona Francisca, dois irmãos, duas irmães, demais parentes, amigos, colegas e uma legião de fãs ouvintes de seu programa de rádio.

Fotos aqui http://lucianafilmagens.blogspot.com.br/  

Marcos Felipe 


Editorias: , ,

0 comentários