­

Racionamento de água em Esperança e Remígio a partir da segunda (2)

Redação Alagoa Nova Já | 31.5.14 | 0 comentários

Racionamento de água afeta mais de 80 mil na Paraíba.

Cidades de Cuité e Nova Floresta, no Curimataú, começaram nesta sexta-feira (30) com o sistema de racionamento.

Diante a escassez de chuvas, o racionamento de água já é uma realidade na região do Agreste e Curimataú do estado, onde pelo menos 80 mil moradores serão prejudicados. As cidades de Cuité e Nova Floresta, no Curimataú, começaram nesta sexta-feira (30) com o sistema de racionamento.

De acordo com a Gerência da Regional Borborema da Cagepa, nesta segunda-feira (2), as cidades de Esperança e Remígio, ambas situadas no Agreste, passarão por um sistema de rodízio.

A gerência informou que o racionamento se deve ao baixo volume nos açudes de Boqueirão do Cais e Vaca Brava. Entretanto, moradores reclamam que em muitos setores não há água encanada nas residências.

A seca prolongada, a maior em 50 anos, deixou quase secos mananciais e reservatórios. Segundo a Cagepa, Cuité e Nova Floresta farão um rodízio. Elas ficarão 24 horas com água e 24 horas sem, a partir desta sexta. Nas cidades de Esperança e Remígio, além dos distritos de Lagoa do Mato, São Miguel e Cepilho, serão três dias consecutivos com água nas torneiras por semana e quatro dias sem, a partir da segunda (2).


Ainda de acordo com a Cagepa, a situação será normalizada quando os mananciais responsáveis pelo abastecimento - Boqueirão do Cais, que está com 5,4% da capacidade, e vaca brava, que está com apenas 3,7% do volume total – voltarem a seu nível normal de abastecimento.

Editorias:

0 comentários