­

Gestantes devem ter mais atenção com a saúde bucal

Redação | 4.4.13 | 0 comentários

Dentistas orientam as grávidas sobre problemas bucais durante a gestação.

Problemas bucais são comuns na gestação. O acompanhamento de um dentista neste momento é importante, para que as futuras mães tomem conhecimento de como prevenir ou até mesmo tratar as doenças bucais, caso já estejam instaladas. Porém muitas gestantes não possuem conhecimento sobre o assunto e deixam de fazer o tratamento bucal adequado.

Outro fator que distancia a gestante do consultório odontológico é o medo de que o tratamento possa causar algum dano à saúde do feto. “Sinceramente eu tenho medo de ir ao dentista, porque, vi uma reportagem na televisão, dizendo que uma mulher abortou seu bebê devido uma anestesia que tomou para arrancar um dente”, relata Edileuza dos santos, grávida de cinco meses.

Os dentistas têm certos cuidados em atender pacientes gestantes, além das orientações preventivas de doenças bucais, eles preferem realizar procedimentos odontológicos em grávidas só a partir do segundo trimestre da gestação, considerado um período seguro para a saúde do bebê e da mãe. “A gente procura não realizar procedimento no primeiro trimestre, pois o feto encontra-se em formação e as medicações dentárias podem causar alterações, já no último trimestre a gestante tende a não ficar confortável na cadeira podendo ter situações de estresse, dependendo do tratamento que for feito. Oferecendo risco de parto prematuro”, destaca Wilma Gouveia, dentista do PSF (Programa de Saúde Familiar).

Apesar destas restrições as gestantes devem ir ao dentista regularmente para fazer exames preventivos e a remoção da placa dental, que se trata de um acúmulo de bactérias que formam uma camada de cálculos nos dentes. Essas bactérias facilitam no período da gravidez o surgimento de outras doenças como a gengivite (inflamação na gengiva) e a periodontite, doença que causa a destruição dos tecidos de sustentação do dente ao osso. “Estou grávida de quatro meses, mas nunca deixei de ir ao meu dentista, porque ele me orienta e faz meu tratamento dentário com segurança e responsabilidade, confio muito nele”, diz a dona de casa Josivânia.

Para o cirurgião-dentista Elvys Monteiro, as gestantes não precisam ter receio de fazer seu tratamento bucal. “Grande parte dos tratamentos bucais podem ser feito durante a gestação, obedecendo alguns cuidados: Não coagir a gestante ao atendimento, deixar a cadeira numa posição que proporcione conforto, respeitar os limites da grávida, se for preciso anestesiar, usar de preferência substâncias que garantam a segurança da mãe e do bebê, entre outras precauções”, explica.

Estudos recentes da odontologia comprovam que grávidas com problemas de saúde bucal, como periodontite, podem liberar toxinas que estimulam o parto prematuro. Por isso é importante que a gestante tenha uma higiene bucal eficiente. E se apresentar alguma alteração no meio bucal procurar um dentista urgente. 

Cleryston Freires/Portal Comunicando

Editorias:

0 comentários