­

Audiência Pública discute o combate à violência em Alagoa Nova

Redação | 27.4.13 | 0 comentários


Foi realizada nesta sexta-feira (26), ás 9h da manhã, no plenário da Câmara Municipal uma Audiência Pública de combate à violência em Alagoa Nova, no Brejo paraibano, presidida pelo vereador Everaldo dos Santos (PT). Foram tratados temas de prevenção ao crime e elaborado o Plano Municipal de Enfrentamento a Violência.

A Audiência contou com a presença do Comandante Geral do Comando de Polícia Regional 1 (CPR1), Coronel Sobreira, do Comandante do Destacamento da Polícia Militar de Alagoa Nova, 1º Sargento Cleodon Cabral, da Delegada da Polícia Civil de Alagoa Nova, Drª  Patrícia Pinheiro, além de representantes religiosos, de associações, das polícias Civil e Militar, do governo e da sociedade alagoanovense. 

O vereador Mateus Herculano (PSD), membro da Comissão Especial de Segurança Pública da Câmara, destacou que “temos que desenvolver um trabalho de prevenção nas Escolas, Igrejas, e nos diversos grupos sociais. Precisamos trabalhar em prol das famílias, destaco os trabalhos artísticos, socioculturais, contudo, ainda necessitamos de leis eficazes”.


Segundo o Coronel Sobreira, o papel da Polícia Militar em sua essência é prevenir, “é muito importante o envolvimento da comunidade em prol dos encaminhamentos de soluções de quais quer problemas da sociedade, inclusive da segurança pública, destaco que usar a polícia como instrumento de repressão social ou policial não é solução”.

O Delegado da Polícia Civil, Drº Marcos Paulo, ressaltou que “é preciso confiar na polícia e denunciar, isso é a maior arma, pois a segurança pública e suas vertentes sem a integração do povo é impossível ser concreta”. Ele ainda destacou que “sou funcionário efetivo do Estado, posso cobrar a meus superiores providências para a segurança pública local, mas não tenho como atender a todas as necessidades”.

Ana Maria Amaro da Silva, Gerente do Orçamento Democrático Estadual, fez uso de sua palavra em defesa das mulheres, “as mulheres são caladas e sofrem as consequências da violência domestica, porque em sua maioria elas se sentem culpadas de estar com homens agressores ao seu lado”.

O prefeito de Alagoa Nova, Kleber Moraes (PMDB), ressaltou que “estamos aqui para debater a respeito da segurança pública, e todos os dias escuto os clamores da população insatisfeita com a segurança no nosso município, temos que dar um basta nesta situação e clamo a cada um que saiamos daqui com a responsabilidade maior de combater a violência, seja reivindicando, cobrando, denunciando e contribuindo com a polícia civil e militar do município”, destacou.


Populares relataram casos de violência na cidade, como os assaltos e arrombamentos no comercio local e o assassinato do vigilante Bruno, morto no início do mês no matadouro público do município.

Para encerrar a audiência foi elaborado e aprovado o documento norteador de enfrentamento à violência no município de Alagoa Nova.

Portal Alagoa Nova Já

Editorias:

0 comentários