­

Polícia Civil de Lagoa Seca começa investigar morte de gari assassinado durante o Carnaval

Redação | 14.2.13 | 0 comentários


A Polícia Civil de Lagoa Seca já começou o trabalho de investigação em torno do crime que acabou vitimando o gari Leonardo de Sousa Dias, que tinha 39 anos e foi executado com 132 tiros de revólver na noite do último domingo.

O crime aconteceu por volta das 21h, quando a vítima chegava em casa com a esposa, na comunidade do bairro São José, periferia da cidade.

Os investigadores trabalham com a hipótese de o crime ter sido uma espécie de acerto de contas, visto que houve requintes de crueldade. Os dois atiradores estavam armados, um deles, escondido em uma árvore na frente da casa da vítima.

O depoimento da esposa do gari é considerado peça ‘chave’ na investigação, já que os bandidos não usavam capuzes e agiram com os rostos descobertos.

Na ocasião do crime, a Polícia Militar fez várias rondas na região, mas ninguém foi preso. Existe a suspeita que os criminosos podem morar na cidade, já que depois do crime, eles fugiram caminhando, tranquilamente, como se nada tivesse acontecido.

Fonte: Blog do Marcio Rangel

Editorias:

0 comentários