­

Operação do 10º BPM em Alagoa Nova resulta em mais uma prisão

Redação | 23.2.13 | 0 comentários


Um acusado de latrocínio foi preso, nesta quinta-feira (21), na cidade de Alagoa Nova, durante a operação saturação, que desde segunda-feira (18) vem intensificando o policiamento na cidade. Luciano do Nascimento Silva (‘o Mirandinha), de 33 anos, tinha um mandado de prisão em aberto por ser acusado de cometer um latrocínio, no dia 5 de fevereiro deste ano, no Sítio Engenho Cipó, na Zona Rural de Areia.

No momento da prisão ele estava em um bar, juntamente com outros três homens, na Zona Rural de Alagoa Nova. Segundo o Tenente Floristan, que comandou a ação, uma denúncia anônima levou os policiais a encontrarem o acusado.

“Recebemos esse informe e montamos um cerco que envolveu quatro viaturas, o que resultou na prisão do acusado e cumprimento do mandado de prisão”, contou Floristan.

Luciano do Nascimento teria participado do latrocínio praticado, no dia 5 de fevereiro, contra o agricultor José Inácio da Silva, de 58 anos, que teve o valor de R$ 2.400 reais roubados e depois foi morto com três tiros na cabeça, no Sítio Engenho Cipó, na Zona Rural de Areia

A polícia militar já havia prendido, no dia 8 deste mês, também na Zona Rural de Areia, outros quatro acusados que teriam participado deste crime juntamente com o Luciano. A quadrilha se preparava, na época, para fugir para São Paulo quando foi interceptada pelos policiais.

Operação saturação – desde segunda-feira (18) três pessoas foram presas e uma arma apreendida durante a operação saturação, na cidade de Alagoa Nova. Um dos acusados seria responsável pelo homicídio do último domingo na cidade. A operação reforça o policiamento em Alagoa Nova com rondas e abordagens intensificadas.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Editorias:

0 comentários